A vida é um sopro ( em dueto Athanazio Lameira e Sandra Queiróz)

Há um broto que precisa ser cuidado / Florescerá na Primavera
Palavras que precisam ser ditas / Escrita, lida e comentada
Homenagens as pessoas especiais / Que fazem a diferença
... Não poderá haver esquecimento / Nem indiferença...

Os dias passarão / O ano quem sabe...
E por que não a felicidade? São apenas momentos
Se a vida nos foi dada de graça / E para alguns sem graça
Não há razão plausível para a tristeza / Solte a alegria, viva com raça

O ser amado espera um beijo / Dos lábios da amada
Com aquela paixão desenfreada / Corpos suados
E não há timidez que impeça / Um amor sem limites
Se a vida é um sopro / O amor um consolo

Nenhum comentário:

Postar um comentário